Google+ Badge

quinta-feira, 31 de maio de 2012

Festas Juninas 2012








Agenda das Festas Juninas da Zona Norte 2012

 

Abaixo algumas das festas juninas que irão acontecer na zona norte.

 

Festa de Santo Antônio

Atração: Grupo de Forró Trio Guarabirense
Data: 31/05 à 13/06 de 2012
Local: Paróquia Santo Antônio de Padúa
Endereço: Rua Tenente França, 141 – Cachambi
Tel.: 2269-3534


Festa Junina da Paróquia Nossa Senhora da Piedade

Atrações: Barraquinhas, músicas e comidas típicas
Data: dias 2, 3, 9 e 10 de Junho de 2012
Horário: a partir das 19h
Local: Paróquia Nossa Senhora da Piedade
Endereço: Rua Clarimundo de Melo, 222 – Piedade
Tel.: 2595-8969

 

Festa Junina do Arraia da Esperança 2012


Datas: 08, 09 e 10; 15,16 e 17 de Junho 2012
Horário: 19:00 As 04:00 da Manhã
Local: Quadra da Lins Imperial
Endereço: Rua Lins de Vasconcelos N 623
Entrada: Grátis

 

São João Carioca 2012


Atrações Principais: Zeca Pagodinho, Ivete Sangalo, Gilberto Gil e Elba Ramalho
Data: Sábado e domingo, 09 e 10 de junho
Horário: a partir de 13h
Local: Quinta da Boa Vista
Endereço: Avenida Pedro II, s/n – São Cristóvão

 

Festa Junina da Paróquia São Rafael Arcanjo


Atrações: Barraquinhas, músicas e comidas típicas
Data: dias 9 e 10 de Junho de 2012
Horário: a partir das 19h
Local: Paróquia São Rafael Arcanjo
Endereço: Rua Paratinga s/n – Vista Alegre

 

Festa Junina da Paróquia Nossa Senhora da Apresentação


Atrações: Barraquinhas, músicas e comidas típicas
Data: dias 9 e 10 de Junho de 2012
Horário: a partir das 17h
Local: Paróquia Nossa Senhora da Apresentação
Endereço: Praça Nossa Senhora da Apresentação, 272 – Irajá

 

São João da Feira


Data: 29 e 39 de Junho de 2012
Local: Centro de Tradições Nordestinas – Feira Nordestina
Endereço: Campo de São Cristovão (Feira de São Cristovão)
Festival Pé-de-Serra; Os trios do Rio/Tema: O legado de Luiz Gonzaga.
Inscrições de 1 a 15 de junho.
Festival de Quadrilhas Juninas;
Mais de 60 grupos do Estado do Rio.
Festival de Comidas Típicas do São João; Os melhores pratos da Culinária Junina. 8 bandas de forró, 8 trios pé-de-serra;
A maior reunião de Som Nordeste do Rio.
Site: www.feiradesaocristovao.org.br



Alem dessas, tambem são tradicionais as festas das Igrejas de Bom Jesus da Penha, Santa Cecilia e Santo Antonio ambas em Braz de Pina, entre outras. Conforme forem chegando mais informações, irei colocando aqui.  


Mais uma festa, que não deixa de ser junina é a Quermesse que a Igreja evangelica congregacional realiza todos os anos. Este ano será no feriado de Corpus Christi. 


Paróquia de Santa Cecília - Rua Gurupatuba  74 - Brás de Pina - RJ - (21) 2270- 2478

sábado, 26 de maio de 2012

Madureira EC - O Tricolor Suburbano


A história do Madureira Esporte Clube sempre esteve ligada ao comércio local. Foi no ano de 1932 que os comerciantes Elísio Alves Ferreira, Manoel Lopes da Silva, Manuel Augusto Maia e Joaquim Braia, entre outros, lideraram um movimento no sentido de ser fundado um grande clube em Madureira. O grupo entrou em contato com Uassir do Amaral, então presidente do Fidalgo Madureira Atlético Clube. Na época, pensou-se ainda na fusão com o Magno Futebol Clube, o que, de início, foi reprovado pelos sócios.
Após várias Assembléias, em 16 de fevereiro de 1933 ficou considerado fundado o Madureira Atlético Clube, com a data de 08 de agosto de 1914, que era do Fidalgo. O novo clube passou a adotar em seu emblema e nos uniformes a cor azul do Magno e a roxa do Fidalgo. Em 1939, o Madureira disputou o Campeonato pela Federação Metropolitana de Futebol, sagrando-se campeão no quadro de amadores e campeão nos profissionais do Torneio Início.




Com o objetivo de dinamizar, ampliar e engrandecer atividade esportiva do clube, no dia 12 de outubro 1971 foi criado o Madureira Esporte Clube, resultado da fusão feita com o Madureira Atlético Clube, Madureira Tênis Clube e Imperial Basquete Clube. A data de fundação, no entanto, prevaleceu a de 08 de agosto de 1914, para efeito nas Federações.
As cores do clube e seu escudo oficial ficaram semelhante ao do Madureira Atlético Clube. O azul, o amarelo e o grená passaram a formar a bandeira do no time, que passou a ser conhecido como Tricolor Suburbano.

 

FATOS MARCANTES


Em 1936, o time do Madureira foi vice-campeão estadual pela primeira vez. Até o ano de 2012, é o oitavo clube com mais participações no Campeonato Carioca, 66 no total.
O recorde brasileiro de permanência de um clube no exterior pertence ao Madureira, quando realizou 36 jogos em 144 dias no ano de 1961. O elenco viajou pela Europa, Ásia e Estados Unidos, obtendo 23 vitórias, 3 empates e 10 derrotas. Marcou 107 gols – média de quase 3 gols por partida. Foi o primeiro clube de futebol brasileiro a visitar o Japão e Hong Kong, nesta excursão.
Dois anos depois, foi a vez do clube viajar pelas Américas. Os amistosos, negociados por José da Gama Correia da Silva, o Zé da Gama, português que presidiu o Madureira no biênio 1959/60 e atuava como empresário de futebol, começaram na Colômbia, seguiram-se na Costa Rica, passando por El Salvador e México. Em Cuba, o Madureira fez um total de cinco jogos, vencendo todos: Industriales (campeão local, 5 a 2), Municipalidad de Morrón, da Província de Camaguey (6 a 1), um combinado universitário (11 a 1) e uma seleção de Havana (vitórias por 1 a 0 e 3 a 2). A segunda, no dia 18 de maio, foi presenciada por Che Guevara (no centro da foto), na época ministro da Indústria.




Em 2006, o Madureira, comandado por Alfredo Sampaio, sagrou-se vice-campeão carioca da 1º Divisão de profissionais, tendo conquistado ainda nesse campeonato, a Taça Rio, segundo Turno do Campeonato Carioca.
O dia 16 de outubro de 2010 entrou para a história do Madureira: pela primeira vez o Tricolor Suburbano conseguiu um acesso num Campeonato Brasileiro. Comandada pelo técnico Antônio Carlos Roy e recheada de jogadores formados em casa, a equipe derrotou o Operário-PR no Estádio Aniceto Moscoso por 6-2 (já havia vencido o primeiro confronto por 4-2), em partida válida pelas quartas-de-finais da Série D do mesmo ano. Com isso, o Madureira passou para as semifinais e obteve, automaticamente, a vaga para disputar a Série C de 2011. Como o América-AM, que eliminou o Madureira nas semifinais, foi penalizado pela CBF por ter escalado um jogador irregularmente, o Tricolor Suburbano herdou o segundo lugar na competição. O vice-campeonato brasileiro da Série D  se tornou o maior feito do clube em competições nacionais.

 

 CELEIRO DE CRAQUES


A vocação do Madureira sempre foi a de um clube revelador de talentos. Frequentemente consegue bons resultados nas categorias de base, como no ano de 1974, quando sagrou-se campeão carioca de juniores, em 1998 de juvenis e em 1997 e 2000 de infantis. Já revelou jogadores como Waldo Machado, Evaristo de Macedo, Jair Rosa Pinto, Lelé, Isaías (os três na foto sendo apresentados como o Vasco de 1941, conhecido como Espresso da Vitória), Marcelinho Carioca, Iranildo, Souza e Léo Lima.
Também passou pelo clube o jogador Derlei, que mais tarde viria a ser campeão da UEFA Champions League e Mundial de Clubes pelo FC Porto.

 

 

JOGOS INESQUECÍVEIS


Atlético-MG 1 x 2 Madureira
Data: 26/05/1940
Local: Estádio Antônio Carlos, em Belo Horizonte-MG
Competição: Amistoso Interestadual
Gols: Mário de Castro (ATL) e Isaias e Lelé (MAD)
MADUREIRA: Alfredo; Ernesto e Tuíca; Otacílio, Jair da Rosa Pinto e Alcides; Jorge, Lelé, Isaías, Valentim e Dentinho.
Madureira 4 x 2 Fluminense - inauguração do estádio Aniceto Moscoso
Data: 15/06/1941
Local: Estádio Aniceto Moscoso, em Madureira-RJ
Competição: Campeonato Carioca
Gols: Oseas, Rongo, Isaías (2), Jorginho e Isaías (MAD) e Rongo (2) (FLU)
MADUREIRA: Alfredo, Benedicto e Ápio; Octacílio, Jair e Alcides; Jorginho, Lelé, Isaías, Jair Rosa Pinto e Oseas.
Vasco da Gama 1 X 3 Madureira
Data : 03/08/1958
Competição: Campeonato Carioca
Local: Estádio Mourão Filho (na Rua Bariri), em Olaria-RJ
Gols : Sabará (VAS) e Bira, Zé Henrique e Osvaldo (MAD)
MADUREIRA: Eli, Zezinho, Navarro, Salvador, Frazão, Apel, Nelsinho, Bira, Zé Henrique, Édson e Osvaldo
Vasco da Gama 1 X 2 Madureira
Data : 21/01/2001
Competição: Campeonato Estadual
Local : Estádio São Januário, em Vasco da Gama-RJ
Gols : Pedrinho (VAS) e Valdeir e Edílson (MAD)
MADUREIRA: Gabriel, Germano, Paulo César, Wilson, Edinho, Humberto, Cadu (Cristiano), Gilmar (Edílson), Édson Souza, Valdeir, Luiz Renato (Adriano). Técnico: Renato Gaúcho.
Madureira 1 x 0 Americano
Data: 29/3/2006
Competição: Final da Taça Rio
Local: Estádio Maracanã (RJ)
Gol: Maicon
MADUREIRA: Renan, Marcos Vinícius, Odvan, Paulo César e Paulo Roberto; Roberto Lopes, Djair (Paulinho), Maicon (Tiago Costa) e Marquinhos; Fábio Júnior e André Lima. Técnico: Alfredo Sampaio.
Madureira 4 x 1 Flamengo
Data: 17/2/2007
Competição: Taça Guanabara
Local: Estádio Moça Bonita (RJ)
Gols: Marcelo (4) (MAD) e Renato Abreu (FLA)
MADUREIRA: Everton, Wagner, Odvan, Léo Fortunado e Amarildo (Marcílio), André Paulino, Djair (Neto), Maicon (Osmar) e Zé Augusto; Marcelo e Valdir Papel. Técnico: Alfredo Sampaio.
Madureira 6 x 2 Operário-PR
Data: 16/10/2010
Competição: Quartas-de-final do Campeonato Brasileiro Série D
Local: Estádio Aniceto Moscoso (RJ)
Gols: Maciel (2), Hiroshi (2), Rodrigo e Pessanha (MAD) e Péricles e Baiano (OPE)
MADUREIRA: Jefferson, Valdir, Pessanha, Douglas Assis e Baiano; Vinicius (Caio Cezar), Victor Silva, Alex (Serguinho) e Rodrigo; Maciel e Hiroshi (Obina). Técnico: Antônio Carlos Roy.


Jogadores comemoram o acesso à Série C do Campeonato Brasileiro

Fonte: Site oficial do Madureira EC

segunda-feira, 21 de maio de 2012

A Mulher da Luz de Bonsucesso

Noticia do portal da prefeitura

Foto: Divulgação/Seconserva

















A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria de Conservação e Serviços Públicos, entregou revitalizado no dia 10 de maio, o chafariz da Praça das Nações, em Bonsucesso, Zona Norte. Equipes da Gerência de Monumentos e Chafarizes executaram serviços de recuperação das instalações hidráulicas e elétricas, com reposição de equipamentos e restauração da bacia de ferro fundido.

Além disso, foi feita confecção de réplicas de quatro garças e das flores que envolvem a bacia, decapagem da estrutura de ferro da peça e pintura com tinta oxidante e de acabamento. Também foram realizadas limpeza das pichações dos blocos de pedra, recomposição de granito marrom e a Rioluz recuperou os refletores que iluminam o chafariz à noite.

Equipe da Coordenadoria Geral de Conservação fez reparos no piso da praça e revitalização do guarda-corpo.

O chafariz da Praça das Nações, o primeiro do Brasil, foi construído em 1808 pela Companhia Nacional de Fundição. A peça foi criada para a exposição Nacional, para celebrar a Abertura dos Portos.





Bacana restaurar o chafariz, mas o que a prefeitura não esclareceu é que ele está incompleto, veja como era o chafariz até outubro de 2010.


Está faltando a e escultura "Mulher da Luz", que era parte integrante do chafariz, desaparecida  em outubro de 2010. Veja abaixo:

Escultura de 250 quilos desaparece de chafariz na Praça das Nações em Bonsucesso


O Globo  Publicado:


RIO - A escultura Mulher da Luz desapareceu do chafariz da Praça nas Nações, em Bonsucesso. O secretário municipal de Conservação e Serviços Públicos, Carlos Roberto Osorio, informou o sumiço ao subsecretário de Inteligência da Secretaria de Segurança, Rivaldo Barbosa. O caso foi registrado na 21 DP (Bonsucesso). Com 1,8 metro de altura e cerca de 250 quilos, a peça é de ferro fundido e sustentava com o braço direito um globo luminoso, compondo o chafariz da Praça das Nações. A obra foi feita em 1908 pela Cia Nacional de Fundição, para a uma exposição nacional no mesmo ano. Inicialmente, foi instalada na Praia Vermelha e transferida em 1936 para a Praça das Nações, em comemoração à urbanização da região.





Na parte superior do capitel estava a estátua infelizmente até hoje desaparecida. A Mulher da Luz sustentava com o braço direito um globo luminoso. Era uma escultura muito graciosa, com planejamento virtuoso, sendo ela a melhor peça do chafariz. Tinha 1,80m de altura e pesava 250kg. 
De acordo com as matérias publicadas nos principais jornais,  a reposição de uma peça similar à escultura, caso a Prefeitura queira, pode custar R$ 50 mil aos cofres públicos.
O jornal O Globo  do dia 12/10/2010 - página 20, diz que a referida escultura - parte integrante do chafariz - em ferro fundido (datada de 1908), era única, não tendo nenhum molde. E, ainda, segundo a chefe da Divisão de Monumentos e Chafarizes, Vera Dias, a nova peça teria que ser feita com base em registros fotográficos.
Diante do fato ocorrido, das dificuldades e dos custos envolvidos em sua reposição, o Disque-denúncia (2253 1177) e os empresários da região estão oferecendo uma recompensa de R$ 3 mil por informações precisas quanto à localização da peça original.

Hoje passados quase 2 anos do furto, o misterio continua, ou a Mulher da Luz  foi derretida ou está numa coleção particular de algum maluco. 

Fontes:
O Globo
Portal da Prefeitura
Blog Geografia em Foco
 

sábado, 12 de maio de 2012

Cadeg - Centro de Abastecimento do Estado da Guanabara


 



Localizado entre os bairros de Benfica e São Cristóvão, o Centro de Abastecimento do Estado da Guanabara - o Cadeg - é um gigantesco galpão que reúne mais de 700 estabelecimentos comerciais. Em seus quatro pavimentos estão à venda os mais diferentes produtos nacionais e importados, principalmente no atacado: Frutas, legumes, laticínios, bebidas, flores, materiais para decoração, embalagens. Segundo números do Sebrae (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), trabalham ali cerca de oito mil funcionários, que atendem a uma média de 28 mil pessoas por semana.

Erguido em 1962, é hoje muito procurado por empresários do ramo de gastronomia da cidade. Neste que é o maior centro comercial da cidade, é possível encontrar temperos e ingredientes das culinárias italiana, portuguesa e árabe.

Recentemente, o Cadeg passou por uma onda de valorização, atraindo, além de comerciantes, cada vez mais visitantes em busca dos produtos também vendidos no varejo e da comida de preço baixo de seus restaurantes.

Saiba mais

No Cadeg, foram gravadas em 2009 cenas para o seriado Força-Tarefa, da Rede Globo, protagonizado pelo ator Murilo Benício.

Os comerciantes começam a chegar de madrugada, por volta das 2h.

Uma atração à parte é o Mercado das Flores, com seus enormes corredores de mudas e plantas. 






                             Gravação do programa Estrelas com Angelica e André Gonçalves

Aos sábados, o local reserva espaço para uma festa portuguesa no chamado Cantinho das Concertinas (instrumento musical semelhante ao acordeom, típico da região do Minho), que atrai imigrantes e seus descendentes, além de curiosos. 

 

O Cantinho das Concertinas existe há 16 anos na Cadeg. Lá, a festa portuguesa aos sábados é uma tradição. Às 5h30m já tem gente chegando, e logo depois o som do fado toma conta do ambiente. Como saco vazio não para em pé, durante todo o dia Seu Carlinhos, dono do bar, leva para a área externa incontáveis bolinhos de bacalhau, febras (pedaços de carne de porco assados na brasa), sardinhas e outros quitutes portugueses.



O Cadeg se localiza na Rua Capitão Felix, 110, Benfica. 

Fonte:
Jornal Extra
Rio Filmes
Site do Cadeg

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Os Jardins do Meier

 


Já são quase 100 anos de uma das mais charmosas áreas de lazer do subúrbio carioca. Quem circula pelo Meier há algum tempo pôde observar o bairro crescer em volta do Jardim. Os batalhões do Corpo de Bombeiro e da Polícia Militar, grande parte do comércio e mesmo o Hospital Salgado Filho surgiram depois da construção do Jardim (1916). Naquela época as estações de trem eram os principais pontos de referência dos bairros, local por onde se desenvolvia a dinâmica social de cada área.

Desde sua inauguração a praça sofreu intervenções paisagísticas significativas: a instalação da fonte, o parque de brinquedos infantis, as mesas para jogos, a cabine da Guarda Municipal. Porém, entre todas essas mudanças a mais sentida pelos moradores foi a instalação de grades e portões que permitem a administração, literalmente, fechar o Jardim. A argumentação da prefeitura, obviamente, passou pela questão da violência. Mas mesmo com as restrições de horário, o charme do Jardim do Méier continua atraindo não só estudantes, mas também aposentados, crianças e toda sorte de transeuntes.

Ao passo que o acesso ao Jardim sofreu restrições, outras possibilidades foram sendo criadas. Hoje o espaço é utilizado por diferentes projetos que oferecem para a comunidade atividades como: aula de ginástica, alongamento, yoga e capoeira. Seja para quem está só dando uma passadinha, seja para quem “bate ponto” com freqüência, o Jardim do Méier continua sendo uma bela alternativa para quem ainda se permite perder parte do seu dia ganhando o prazer de sentar no bom e velho banquinho de praça.

Fonte Site da Prefeitura
                                                              1916 - ano da inauguração


                                                          
                               Ao fundo se ve a torre da igreja do Sagrado Coração de Maria

                                                                       O coreto



"O Meyer tem um jardim pra gente amar
é lá que eu vou construir meu lar
o Meyer sempre foi o maioral
é a capital dos subúrbios da Central"
 (Trecho de "Samba do Meyer", composto por
Wilson Batista e Dunga e cantado por João
Nogueira, que morou no bairro, onde fundou
o Clube do Samba)

 



quarta-feira, 2 de maio de 2012

As rosas não falam...



As Rosas Não Falam é uma canção do compositor Angenor de Oliveira, o grande Cartola. A cantora Beth Carvalho incluiu esta composição no álbum Mundo Melhor (1976), sendo esta a primeira gravação de "As Rosas Não Falam" lançada comercialmente.
O comentarista da CBN João Carlos Santana conta como surgiu a inspiração de Cartola para compor essa musica.

Dona Zica, o grande amor de Cartola, ganhou umas mudas de roseiras e as plantou no jardim tão logo chegou em casa. Tempos depois, numa manhã, ela ficou extasiada diante da quantidade de rosas desabrochadas e na hora ela chamou e perguntou ao marido “porque é que nasceu tanta rosa assim Cartola? ele respondeu “Não sei Zica, as rosas não falam…” Cartola ficou com a frase na cabeça, remoendo… quando a inspiração apareceu a música brotou, inteira. Faltavam três dias para o compositor completar 67 anos. Segundo o próprio Cartola a música então se tornou um presente que ele deu a si mesmo, naquele aniversário.





                                             As rosas não falam
(1976)
Samba-Canção 
Música e letra: Cartola ( Angenor de Oliveira )

Bate outra vez
Com esperanças o meu coração
Pois já vai terminando o verão
Enfim,
Volto ao jardim
Com a certeza que devo chorar
Pois bem sei que não queres voltar
Para mim
Queixo-me às rosas,
Mas, que bobagem, as rosas não falam
Simplesmente as rosas exalam
O perfume que roubam de ti, ai
Devias vir, para ver os meus olhos tristonhos
E quem sabe sonhavas meus sonhos
Por fim.

Fontes:
Blog João Carlos Santana
Site www.paixaoeromance.com.br