Google+ Badge

domingo, 4 de dezembro de 2011

Parque Shangai


Em 23 de novembro de 1919, em uma grande exposição no Rio de Janeiro foram trazidos aparelhos de diversão, espetáculos como lutas, quiosques de alimentação, jogos de habilidades e tudo de melhor para atrair o publico surgiu o parque SHANGHAI. 
Ao longo dos anos, o parque explorava as datas comemorativas das diversas cidades. 
Assim como já acontecia no resto do mundo, começaram a ser realizadas as feiras e exposições internacionais no Brasil. Para a comemoração do centenário de independência do Brasil, foi realizada a Exposição Internacional. 
O Parque Shanghai sempre esteve presente nos grandes eventos da época da cidade e do país, pois detinha a preferência nacional já que sempre trazia novidades (como a primeira Montanha Russa da América Latina). Desses eventos destacam-se:
- Festa dos Fogos, que mobilizou toda a cidade, na Praça da República; 
- Festa do Estudante, realizada na Praia do Flamengo, atual Monumento aos Pracinhas; 
- Exposição Russa que marcou a inauguração do Pavilhão de São Cristóvão. 
Esteve, também em grandes eventos em São Paulo (festa IV centenário da cidade, exposições de Água Branca, Mooca e Brás), Curitiba, Salvador, Belo Horizonte, Recife, Manaus, Belém do Pará ( festa de Nazaré), Porto Alegre (festa dos Navegantes e Farroupilha). 
Em 1935, no Centenário da Revolução Farroupilha que atraiu mais de um milhão de visitantes num período de três meses, o Brasil passava a conhecer seu mais tradicional Parque de Diversões: o Shanghai. Este trouxe inovações marcantes para a história mundial dos parques, como a tematização de seus brinquedos. 
Outro importante acontecimento do setor no país aconteceu em 1954, onde foi realizada a festa comemorativa do quarto centenário da cidade de São Paulo no Parque Ibirapuera. Com uma área de aproximadamente 140 ha, é considerado uma das mais importantes áreas verdes da cidade. Projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer e com o projeto paisagístico de Roberto Burle Marx, o parque foi idealizado como um amplo espaço de lazer e um grande centro cultural. Atualmente o parque conta com uma infra-estrutura de cultura e lazer, onde podemos encontrar parques infantis, ciclovias, pista de cooper, quadras esportivas, restaurante, lanchonetes, sanitários, museus, prédios públicos, planetário e um grande viveiro de plantas. 
O Parque Shanghai mais uma vez esteve presente, trazendo inovações tais como os programas de auditório de radio apresentados dentro do parque e atraindo multidões que queriam ver seus idolos ao vivo.  
Em 1958, ao sair da Quinta, o Parque Shanghai instalou-se em outro ponto turístico do Rio de Janeiro, junto ao Santuário de Nossa Senhora da Penha de França, onde está até hoje. 
Em 1965 durante as comemorações do quarto centenário do Rio de Janeiro, com exposição que aconteceu no Campo de São Cristovão, o Parque Shanghai implantou uma estrutura que se transformou na maior atração da exposição Russa. Nesta época alem dos grandes shows, espetáculos pirotécnicos dentre outros, realizaram-se mostras culturais e cientificas.  
         Ainda, houve a produção de um LP de um famoso palhaço brasileiro, o Carequinha, denominado “Carequinha no Parque Shanghai” onde o mesmo compôs, juntamente com um famoso compositor, Getulio Macedo, senhor muito grato ao relações públicas do Parque Shanghai, Sr. Hamilton Sbarra, que lhe dava tíquetes para brincar com seus filhos nos equipamentos. 
         Em retribuição, ele compôs músicas para todos os equipamentos existentes na época no Parque Shanghai. Essa é a única produção do gênero no mundo! 
         Atualmente, o Parque Shanghai conta com várias atrações para todas as idades, desde equipamentos para crianças até os radicais para jovens e adultos. Ainda, abrilhanta cada ano a Festa de Nossa Senhora da Penha, tradicional no Rio de Janeiro e em todo o Brasil.

http://www.parqueshanghai.com.br

                                                           Trem Fantasma

  Dragão


Rotor
                                                                       

                                                            Disco do Carequinha - 1961


                                                      Nos tempos da Quinta da Boavista

                                                Esse brinquedo é Peter Pan, existe até hoje


                                                        Chicote Pião

                                                 Roda Gigante, acho que ela mudou de lugar

11 comentários:

  1. Ou a roda gigante mudou de lugar ou foi o ponto do onibus que mudou.

    ResponderExcluir
  2. Eu acho que mudou foi mesmo o ponto de ônibus,a rua foi alargada e o ponto é mais para cá.Espetacular o Parque Shangai,lembrança muito forte na minha adolescência.Frequentei muito na década de 1970 com os amigos.Passeávamos,paquerávamos,andávamos nos brinquedos,jogávamos nas argolas,etc.
    Uma vez,levantei do assento do Trem Fantasma e arranquei um "fantasma" do lugar e o trem parou....

    ResponderExcluir
  3. Aos pés da linda Igreja da Penha, o parque shangai foi ponto de encontro de amigos, namorados e famílias. Fui lá algumas vezes e achei muito legal.

    ResponderExcluir
  4. Lamento que durante a infância que vivi no Rio (até meus sete anos em 1983), não me recordo de ter conhecido o Parque Shangai. Lembro, porém, de um outro parque de diversões que não existe mais. Recordo ter brincado algumas vezes no Tivoli Parque e era louco pela montanha russa. Bons momentos.

    ResponderExcluir
  5. Esse chicote aí na foto é o chicote americano. O pião era mais perigoso, ficava mais acima, eu andei várias vezes nele. Eram uns carros redondos que rodavam em uma armação até que eram soltos por uma passarela. Lembra? Bons tempos!

    ResponderExcluir
  6. O blog esta muito bom, parabéns! Estou revivendo minha infância...obrigado. - Rodrigo Castelo Branco

    ResponderExcluir
  7. eu quero um luga reservado para minha festa de 11 anos

    ResponderExcluir
  8. Este chicote pião falado pelo Marcus existia mesmo..depois passou a chamar-se Ciclone, Eram 4 gondolas redondas que rodavam em alta velocidade e após o toque de uma sirene, soltavam uma por vez, em uma passarela.. muito divertido, andava varias vezes seguidas uma loucura kkkkkk, Ahh fazia um barulho de motor de caminhão..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. além do chicote pião existia o chicote americano(o da foto) e o chicote maluco,para mim o melhor de todos,ficou pouco tempo na penha....

      Excluir