Google+ Badge

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Os Jardins do Meier

 


Já são quase 100 anos de uma das mais charmosas áreas de lazer do subúrbio carioca. Quem circula pelo Meier há algum tempo pôde observar o bairro crescer em volta do Jardim. Os batalhões do Corpo de Bombeiro e da Polícia Militar, grande parte do comércio e mesmo o Hospital Salgado Filho surgiram depois da construção do Jardim (1916). Naquela época as estações de trem eram os principais pontos de referência dos bairros, local por onde se desenvolvia a dinâmica social de cada área.

Desde sua inauguração a praça sofreu intervenções paisagísticas significativas: a instalação da fonte, o parque de brinquedos infantis, as mesas para jogos, a cabine da Guarda Municipal. Porém, entre todas essas mudanças a mais sentida pelos moradores foi a instalação de grades e portões que permitem a administração, literalmente, fechar o Jardim. A argumentação da prefeitura, obviamente, passou pela questão da violência. Mas mesmo com as restrições de horário, o charme do Jardim do Méier continua atraindo não só estudantes, mas também aposentados, crianças e toda sorte de transeuntes.

Ao passo que o acesso ao Jardim sofreu restrições, outras possibilidades foram sendo criadas. Hoje o espaço é utilizado por diferentes projetos que oferecem para a comunidade atividades como: aula de ginástica, alongamento, yoga e capoeira. Seja para quem está só dando uma passadinha, seja para quem “bate ponto” com freqüência, o Jardim do Méier continua sendo uma bela alternativa para quem ainda se permite perder parte do seu dia ganhando o prazer de sentar no bom e velho banquinho de praça.

Fonte Site da Prefeitura
                                                              1916 - ano da inauguração


                                                          
                               Ao fundo se ve a torre da igreja do Sagrado Coração de Maria

                                                                       O coreto



"O Meyer tem um jardim pra gente amar
é lá que eu vou construir meu lar
o Meyer sempre foi o maioral
é a capital dos subúrbios da Central"
 (Trecho de "Samba do Meyer", composto por
Wilson Batista e Dunga e cantado por João
Nogueira, que morou no bairro, onde fundou
o Clube do Samba)

 



5 comentários:

  1. Fui poucas vezes ao Méier, então é bom saber da origem desse bairro da zona norte carioca. Ao ouvir João Nogueira cantar parece até que ouvimos o filho dele Diogo, as vozes são idênticas.

    ResponderExcluir
  2. Sempre que vou ao Forum do Méier, passo por lá. O lugar é realmente uma pequena ilha verde no deserto que se tornou grande parte da Zona Norte hoje tão carente de uma arborização. Cuidemos e preservemos!

    ResponderExcluir
  3. vejam o vídeo jardim do meier no you tube, tantas mudanças feitas pelos sequentadores

    ResponderExcluir