Google+ Badge

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Inauguração do Estádio de São Januário

SÃO JANUÁRIO, ORGULHO DOS VASCAÍNOS, COMPLETA 85 ANOS


Neste sábado, 21 de abril de 2012, completam-se 85 anos da inauguração do Estádio Vasco da Gama, popularmente conhecido como São Januário, fruto de um esforço memorável dos sócios vascaínos na década de 1920. 
Decididos a fazer do Vasco um clube grande, os vascaínos partiram então para a construção de um estádio, passando a angariar fundos entre 1924 e 1926. Listas corriam pela cidade, onde muita gente assinava, dando a contribuição que podia. O êxito foi tanto que, ao final de 1926, oito mil novos sócios tinham ingressado no clube. Em 1925, foi adquirido um terreno numa colina em São Cristóvão, que havia sido ocupada no seculo XIX por uma chácara doada por D. Pedro I à Marquesa de Santos.
Com a sua popularidade e seu quadro social crescendo rapidamente, e com o grande sucesso de seu plano de construção do estádio, o Vasco foi admitido na AMEA, em igualdade de condições com os clubes grandes, ainda em tempo para o campeonato de 1925. A construção do estádio coube à Cristiani & Nielsen, prestigiosa firma que pouco antes havia erguido o Jockey Club Brasileiro no hipódromo da Gávea. A pedra fundamental foi lançada no dia 6 de junho de 1926. Raul da Silva Campos era o presidente do Vasco. Menos de 11 meses depois, o clube entregava ao futebol brasileiro o estádio Vasco da Gama, mais tarde popularmente denominado de São Januário. 


Relembre o dia 21 de abril de 1927...

Aquele dia 21 de abril de 1927, uma quinta-feira, feriado de Tiradentes (instituído em 1890), amanheceu diferente no Rio de Janeiro, então capital da República. Afinal, não era todo dia que se inaugurava o maior estádio do continente. Por isso a expectativa atingia não só os orgulhosos vascaínos, que haviam conseguido construir sua "casa" com recursos 100% próprios, como toda a comunidade esportiva brasileira. Todos os grandes jornais abriram espaço para o grande acontecimento esportivo do ano.

O Globo
"INAUGURA-SE AMANHÃ O MAGESTOSO 'STADIUM' DO VASCO DA GAMA"

Correio da Manhã
"UMA DATA GRANDIOSA PARA O SPORT NACIONAL"
"O Club de Regatas Vasco da Gama inaugura hoje o seu magestoso stadium de São Januário"

Gazeta de Notícias
"O GRANDIOSO ACONTECIMENTO SPORTIVO DE HOJE"
"A inauguração do magestoso stadium do C. R. Vasco da Gama"

Jornal do Brasil
"UM GRANDE DIA PARA O SPORT CARIOCA"
"Inaugura-se, hoje, o magestoso stadium do Vasco da Gama - O Vasco enfrentará o Santos"

O Imparcial
"INAUGURA-SE HOJE O IMPONENTE ESTÁDIO DO VASCO DA GAMA" 

Ao meio-dia os portões de São Januário foram abertos ao público pela primeira vez. O Estádio Vasco da Gama, construído em apenas 10 meses e 15 dias (a pedra fundamental fora lançada em 6 de junho de 1926) pela firma Christiani & Nielsen (dinamarquesa, fundada em 1904, iniciou suas atividades no Brasil em 1917 e em 1988 foi incorporada à Carioca Engenharia, passando então a se chamar Carioca Christiani-Nielsen Engenharia) a partir de um projeto do arquiteto Ricardo Severo (1869-1940) e localizado na Rua Abílio (cujo nome atual é General Almério de Moura), no bairro de São Cristóvão, seria inaugurado.

12h - Os portões do estádio são abertos ao público.

O grande número de ingressos de arquibancada postos à venda apesar de as arquibancadas em curva atrás do gol ainda não terem sido construídas (Ver Galeria de Fotos abaixo) é explicado pelo fato que de que, na época, as pessoas que ficavam nesse setor assistiam aos jogos em pé, e não sentados, ocupando assim menos espaço. Sentar-se nas arquibancadas era um luxo a que os torcedores de antigamente só se permitiam quando o público do jogo era reduzido. 

14h (inicialmente prevista para 13h) 
Preliminar de basquete entre C.R. Vasco da Gama e Associação Cristã de Moços (ACM).
A preliminar de basquete foi jogada numa quadra montada numa das cabeceiras do campo, ao ar livre. As duas equipes lideravam a Série A do Campeonato Carioca de Basquete da Associação Metropolitana de Esportes Athleticos (AMEA), embora o Fluminense tenha acabado como campeão daquele ano. O Vasco triunfou por 22 a 18, após terminar o primeiro tempo perdendo por 12 a 10. Era a primeira vitória vascaína em sua nova praça de esportes. E de virada. 

14h30min (inicialmente prevista para 14h) 
Preliminar de tênis, duplas mistas.
Num jogo de duplas mistas, Antônio Teixeira e a Sra. Teixeira derrotaram Carlos Lopes e a Sra. Stella Leal por 2 sets a zero, parciais de 6/4 e 6/2. A quadra de tênis havia sido montada ao lado da quadra de basquete, numa das cabeceiras do campo, também ao ar livre.

15h25min 
Chega ao estádio o Major José Manuel Sarmento de Beires, aviador português que acabara de atravessar o Atlântico a bordo do "Argos" e convidado de honra para o evento.

José Manuel Sarmento de Beires, nascido em 04/09/1892 em Lisboa, já havia entrado para a história da aviação portuguesa em 1924 ao realizar a primeira ligação aérea entre Lisboa e Macau (na época uma dependência de Portugal, hoje incorporado à China) quando, às 19h08min do dia 16 de março de 1927, acompanhado de Jorge de Castilho, Manuel Gouveia e Duvalle Portugal, deixou Bubaque, na Guiné, rumo ao Brasil a bordo do "Argos", um avião de 3.100kg com capacidade para 3.600 litros de combustível. Chegaram a Fernando de Noronha no dia seguinte, após percorrer 2.595km sobre o Oceano Atlântico em 18 horas e 11 minutos. Anos mais tarde, por motivos políticos, Sarmento de Beires chegaria a ser preso em Portugal, mas foi reabilitado e homenageado ainda em vida. Faleceu na Cidade do Porto em 08/06/1974 aos 81 anos.

15h40min 
O Vasco da Gama, trajando camisas pretas, calções brancos e meias pretas, entra em campo com uma grande bandeira homenageando os times da AMEA (América, Bangu, Botafogo, Brasil, Flamengo, Fluminense, São Cristovão, Syrio e Libanez e Villa Izabel, além do próprio Vasco). Logo depois entra em campo o time do Santos, vestindo camisas brancas, calções brancos e meias pretas.

15h45min 
Auxiliados pelo presidente do Vasco, Raul da Silva Campos, o presidente da Confederação Brasileira de Desportos (CBD), Oscar Rodrigues da Costa, e o Major Sarmento de Beires descerram a fita (nas cores preta e branca) inaugural do Estádio de São Januário. A multidão aplaude demoradamente.

Por ocasião da inauguração oficial do estádio, a diretoria do Vasco divulgou a seguinte mensagem aos sócios:

"Após a realização de um trabalho contínuo e efficaz, em que admiravelmente têm-se conjugado dirigentes e dirigidos, tem o Vasco da Gama a opportunidade de entregar ao gozo de seus associados e ao apreço da população esportiva do Rio de Janeiro a primeira e principal parte de seu estádio.

A construção que ora se inaugura representa bem a dedicação e o esforço de todos os associados e é a estes que, neste dia, cumprimos o grato dever de saudar e agradecer-lhe a valiosa contribuição que deram ao seu club.

Scientificando-os desses propósitos aos dirigentes, têm estes, ainda, o grato dever de lhes fazer mais um apello para que continuem a dar a mesma contribuição para assim se levar a bom e immediato termo a obra projectada.

A vós, pois, consócios, as saudações e os agradecimentos da directoria."

Directoria do Club de Regatas Vasco da Gama

A diretoria se referiu à "primeira e principal parte do seu estádio" porque as arquibancadas em curva, atrás do gol, ainda não haviam sido construídas, como mostram as fotografias tanto do pontapé inicial do jogo Vasco x Santos quanto das próprias arquibancadas ainda em construção no dia 12 de junho de 1927. (Ver Galeria de Fotos abaixo)


16h 
Chega ao estádio, acompanhado de sua comitiva, o Presidente da República, Washington Luís Pereira de Sousa, que é ovacionado pelos presentes.

16h05min (inicialmente previsto para 15h30min)
Começa o jogo 

17h50min 
Termina o jogo, com o placar de 5 a 3 para o Santos. 
O Vasco só conseguiu manter a partida equilibrada até a metade do segundo tempo. A partir daí o Santos disparou no placar e o time da casa só voltou a reagir quando já era tarde demais.
O presidente Washington Luís deixa o estádio e é bastante aplaudido pela assistência.
 
A partir desse dia a história é bem conhecida de todos. São Januário foi o principal estádio da América do Sul até 1930 (com a inauguração do Estádio Centenário, em Montevidéu, Uruguai, para a 1ª Copa do Mundo), do Brasil até 1940 (ano da inauguração do Pacaembu) e do Rio de Janeiro até 1950 (com a inauguração do Maracanã). No período entre 1927 e 1950, sediou diversos jogos da Seleção Brasileira, incluindo o Campeonato Sul-Americano de 1949, bem como importantes acontecimentos políticos (discursos do Presidente da República Getúlio Vargas e do líder comunista Luís Carlos Prestes), cívicos (treinamento dos pracinhas que lutaram na II Guerra Mundial) e culturais (de concertos regidos pelo maestro Heitor Villa-Lobos a desfiles das escolas de samba). Ainda hoje, 80 anos depois de sua inauguração, São Januário é o maior estádio particular do Rio de Janeiro.


Galeria de Fotos



Diretoria do Vasco no ano de 1927. Sentado, no centro, está o presidente Raul da Silva Campos, ladeado pelos vice-presidentes Antônio de Almeida Pinho (à esquerda) e Manoel Joaquim Pereira Ramos (à direita).


Dom Sebastião Leme da Silveira Cintra, o Cardeal Leme (1882-1942), abençoa as instalações de São Januário em 3 de abril de 1927.


Fachada do Estádio Vasco da Gama em 1927.


Outro ângulo da fachada do Estádio de São Januário no ano de sua inauguração.


O time vascaíno posa para a posteridade com bandeiras dos 10 times da AMEA (algumas estão encobertas).


A equipe santista no gramado com seu uniforme de gala.


Auxiliados pelo presidente do Vasco, Raul da Silva Campos (à esquerda) o presidente da CBD Oscar Rodrigues da Costa (à direita) e o Major Sarmento de Beires (no centro) descerram a fita inaugural do Estádio Vasco da Gama.


O presidente vascaíno Raul da Silva Campos (de preto) ao lado do Presidente da República Washington Luís (de bengala) e diversas autoridades.


Cadeiras totalmente de madeira utilizadas nas sociais e tribunas do estádio, fabricadas em 1926 pela empresa Jorge Zipperer & Cia., em Rio Negrinho, (na época) distrito de São Bento do Sul (SC), uma das mais conceituadas da época no ramo de móveis.


Observado pelos santistas Feitiço e Araken, Oscar Rodrigues da Costa, presidente da CBD, dá o pontapé inicial do jogo Vasco x Santos. No centro da foto, o presidente vascaíno Raul da Silva Campos. As arquibancadas em curva ainda não existem.


Multidão se acotovela atrás do gol e nas arquibancadas.


Vascaínos atrás do gol e nas sociais do estádio.


Vasco x Santos em andamento, visto das sociais do estádio (composição de duas fotografias, o que dá a impressão de que o campo está "torto").


Página da Revista "O Malho" de 30 de abril de 1927 com uma retrospectiva fotográfica do evento.


A arquibancada em curva só começou a ser construída após a inauguração do estádio, como mostram a foto (tirada em 12/06/1927) e a respectiva legenda, reproduzidos do livro "Polyanthéa Vascaina".


Vista aérea de São Januário com a construção finalizada.


O Estádio de São Januário, com as arquibancadas em curva já em funcionamento, recebe cerca de 60 mil espectadores no dia 13 de novembro de 1927 para a decisão do Campeonato Brasileiro de Seleções. Os Cariocas vencem os Paulistas por 2 a 1 e ficam com o título.


O Estádio de São Januário virou "garoto-propaganda" da firma construtora, a Christiani & Nielsen.



Fontes de Pesquisa

Jornais da época

A Noite, Correio da Manhã, Gazeta de Notícias, Jornal do Brasil, Jornal do Commercio, O Globo, O Imparcial, O Jornal, O Paiz.

Jornais atuais

Jornal dos Sports, Lance.

Revistas da época

Fon Fon, O Malho.

Livros

Malhano, Clara E. S. M. B. & Malhano, Hamilton Botelho. São Januário - Arquitetura e História. Ed. Mauad, Rio de Janeiro, 2002.
Polyanthéa Vascaina. Rio de Janeiro, 1927.
Rocha, José da Silva. Club de Regatas Vasco da Gama Histórico 1898-1923. Gráfica Olímpica Editora, Rio de Janeiro, 1975.

CD ROMs

Memória Social dos Esportes - Arquivos de São Januário.

Websites

Almanaque da Folha - http://almanaque.folha.uol.com.br
Associação Brasileira de Cimento Portland - http://www.abcp.org.br
Blog Futebol, Política e Cachaça - http://futepoca.blogspot.com
Carioca Christiani & Nielsen Engenharia - http://www.cariocaengenharia.com.br
Cronolgia Urbanização Rio de Janeiro - http://br.geocities.com/zostratus14/rio-urb.htm
Força Aérea Portuguesa - http://www.emfa.pt
Memória Viva - http://www.memoriaviva.com.br
Presidência da República - http://www.presidencia.gov.br
RSSSF Brasil - http://www.rsssf.com/brasil
Site Club de Regatas Vasco da Gama, de autoria de Mauro Prais - http://mprais.netvasco.com.br
Site oficial do Club de Regatas Vasco da Gama - http://www.crvascodagama.com
Site oficial do Santos Futebol Clube - http://www.santosfc.com.br
TNT Escritório de Arte - http://www.tntarte.com.br
(Obs.: Faz referência a Ribeiro, Mario de Azevedo. Construção do Hipódromo Brasileiro 1920 - 1926. Imprensa Nacional, Rio de Janeiro, 1944.)
Wikipedia (Português) - http://pt.wikipedia.org


Fonte: NETVASCO

3 comentários:

  1. Para resumir o comentário: São Januário: orgulho dos vascaínos!!!

    ResponderExcluir
  2. Da-lhe Luiz Carlos falou do Vascão já ganhou pontos!!!!
    Excelente postagem!!!

    ResponderExcluir
  3. Prezados amigos
    por uma incrivel sorte, adquiri o livro de José da Silva Rocha sobre a historia de nosso Clube.
    E, diante do mesmo, procurei diversas vezes os volumes posteriores.
    Pois em sua capa, o autor informa que o livro se refere ao período 1989 a 1923.
    Sabem vcs se existe na biblioteca do Clube os demais exemplares?
    Ou não foram elaborados?
    Abraços vascainos e grato pela atenção e o capricho das fotos e dados!
    Cezar de VASCOncellos

    ResponderExcluir