Google+ Badge

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Igreja São Francisco Xavier do Engenho Velho


edificada de 1582 a 1585, entre o rio Trapicheiro e o Morro da Babilônia, no Engenho Velho ou Engenho Pequeno, propriedade dos padres jesuítas.

Inicialmente construída pelos jesuítas, era uma pequena capela. Em 1567, a pedido de Mem de Sá, o Padre José de Anchieta transferiu o Colégio de São Vicente para o Rio de Janeiro e participou da construção desta Igreja. Somente em 1795 foi elevada à paróquia Perpétua, se tornando a primeira da Tijuca. 
A igreja continua a ser uma das mais importantes do bairro. Em épocas de festividades, como festa junina, tem uma programação animada que reúne a comunidade no pátio. Bonita por fora e por dentro, a igreja fica perto da estação de metrô que ganha o seu nome.




O Duque de Caxias, fiel paroquiano e responsável pela reconstrução desta Igreja, em 1869, recusou uma homenagem  nas campanhas militares, dizendo: “Quando a Casa de Deus está em ruínas, o soldado não recebe festas. Ide reconstruir a Igreja de minha freguesia do engenho velho”.














Pia Batismal em mármore de Lioz, trazida da França pelos jesuítas em 1627, a mais antiga em uso no Rio;

Relíquia

Fragmento ósseo de um dos braços de São Francisco Xavier, doado pelo Papa Pio XI em 1931, por ocasião da agregação de nossa Igreja à Basílica de São João de Latrão, em Roma.
 

2 comentários:

  1. Amo tudo que é história ... que é cultural ... que são raízes de um povo ...
    A Igreja de São Francisco Xavier é belíssima ...
    Deus nos abençoe ... Deus conserve !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentario, continue visitando e blog.

      Excluir